Meu Recanto.

Fascinar-se a cada amanhecer.

Textos

No instante da travessia
                       No instante da travessia
                         Diulinda Garcia


Aquela superabundância de decepções
tiravam-me do sério,
assim como a lista circunstanciada
de esperas,reticências e senões,
deixavam-me sem eixo.
Tudo que havia sonhado,
perdera-se no meio do caminho
e dos desejos reprimidos.
Pressentia-me sozinho,
sem jeito e sem chão...
A introspecção às vezes intransponível,
deixava-me de frente com a solidão,
que me fazia esquecer sonhos inesquecíveis.
A despeito do que falam as aparências,
tudo parece passado a limpo,
mas saio sem nenhuma aquiescência,
à desculpas ou palavras que não sinto.
Abstenho-me enfim dessa agonia,
parto sem adeus e sem alarde.
centro-me apenas...no instante da travessia.

Abstração/Diulinda Garcia.
Natal,30/11/07.


Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 01/12/2007
Alterado em 01/05/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras