Meu Recanto.

Fascinar-se a cada amanhecer.

Textos

Reminiscências
                                 Reminiscências
                                 Diulinda Garcia


                       Inquietava-lhe o tédio dominical,
                   que sem pressa insistia em prolongar-se
                      em um reprisar sem graça e banal,
                   estendendo-se sem tempo pra acabar.

                    Encontrava-se entre paredes brancas,
                  que agitavam a angústia adormecida
                   oriunda das lembranças ,agora brandas
                    e já esquecidas no baú da saudade.

                    Tudo resurgia com tanta evidência,
                    que a irrevogável força do tempo
                  diluía-se na armadilha das reminiscências.

                   Findava enfim,aquele dia entediante
                   na interminável avenida do passado,
                   entre os momentos de emoções distantes.
                
Diulinda Garcia
Natal,19/11/o6.









07        
              
Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 19/11/2007
Alterado em 01/05/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras