Meu Recanto.

Fascinar-se a cada amanhecer.

Textos

Não há
                               Não há,
                                        que se saiba,
                                        nada errado...
                                        só diferente.
                              
                             Não há,
                                        que se perceba,
                                  plenitude sem vazio...
                                             só imaginada.
                            Não há,
                                       que se conheça,
                                     amores perfeitos...
                                         só idealizados.
                            Não há,
                                   que se reconheça,
                                   caminhos lineares...
                                  apenas sem desvios.
                              
Abstração/ Diulinda Garcia.
  Publicado em17/11/07.    
Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 18/11/2007
Alterado em 01/05/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras