Meu Recanto.

Fascinar-se a cada amanhecer.

Textos

Saudades da Vida
   Pressinto-me sem dia
   Na noite longa e sem guia
   Descortino as janelas
   Abro as portas do tempo
   De saudade me visto
   Me vejo sem máscaras
   Sem riso e sem graça
   Não encontro meu elo
  Me perdi nos compassos
  Da orquestra do tempo
  E me acho sem métrica
  Com saudades da vida.
  
Caminho do Invisível/DiulindaGarcia.
A.S.Editores,2006.
Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 28/08/2007
Alterado em 01/05/2011
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras