Meu Recanto.

Fascinar-se a cada amanhecer.

Textos

Reinventando as estações
Esta é uma frase bonita,mas é também muito complexa quando sai do contexto metafórico para nos mostrar que reinventar as estações é a última saída,não uma opção,mas uma exigência,uma imposição da própria existência.Nesses momentos,nos damos conta de que nada é ou será como fora um dia,tudo está em movimento e nós é que esquecemos,às vezes,de apressar o passo para acompanhar a vida e as mudanças que chegam nas voltas do tempo.
O tête-à-tête com nós mesmos é imprescindível,assim como mudar o foco,fazer uma nova leitura da realidade e aceitar os fatos.Conhecer os novos mapas que nos levarão a percorrer caminhos,cuja compreensão urge para que possamos prosseguir na estrada do novo,do que ainda estar por vir.Só então nos damos conta que nem a roupa nos serve mais,embora em perfeito estado está descontextualizada,anacrônica.Muito deixamos de fazer,outro tanto precisamos aprender,ousar,transformar,nos permitir,ir além do horizonte previsível que permeou o que apenas podia ser.
Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 06/08/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autoria de Diulinda Garcia www.diulindagarcia.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras