Meu Recanto.

Fascinar-se a cada amanhecer.

Textos

PALCOS

Olhava enquanto infante
a pescrutar a lua,
à espreita do instante
em que se acendesse a luz
que me levaria um dia,
a todos os palcos.
     Lá ficaria,
sem medo de me prolongar
no mundo do desconhecido
do adorar-se  sem palavras.
Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 15/04/2015
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras