Meu Recanto.

Fascinar-se a cada amanhecer.

Textos

Apatia
Uma apatia constante
o afastava da realidade
circundante.
parecia querer se eternizar
no silêncio inominável
e intransponível...
como uma esfinge
que finge
aos poucos se desintegrava
de tudo e de todos.
Seus gestos e expressões
denunciavam
uma entrega total
ao abismo da própria solidão.
Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 23/02/2014
Alterado em 17/03/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras