Meu Recanto.

Fascinar-se a cada amanhecer.

Textos

O Amor
O amor não mata.
Deve ser vivido
até o último momento,
sem medo
e sem muitas perguntas.
Como se fosse  
um copo de gim
sorvido até o fim,
calmamente
até a última gota,
sem se ouvir
a intervenção da razão
e o soluço da solidão.

Lucidez de Navalha/Diulinda Garcia
                  Scortecci Editora/10.

Contato com a autora:
www.diulindagarcia.com
diulindagarcia@yahoo.com.br

Diulinda Garcia de Medeiros
Enviado por Diulinda Garcia de Medeiros em 02/11/2010
Alterado em 17/03/2014
Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras